20.4.14

Barba, 25 de Abril e cenas lá para o lado da Luz

A minha mãe hoje contou-me o que fez no dia 25 de Abril de 1974, uma história simples, mas a qual nunca tinha ouvido. Depois disse-me que a minha barba estava tipo a dos franceses que foram libertados na Síria.

Gosto sempre da envolvência histórica familiar que leva a uma consideração capilar ligeiramente exagerada.

 Hoje, ao correr, passei pela Estrada da Luz, pelo Largo da Luz e pela Igreja da Luz. Não passei pelo Estádio, deixei isso para os vários e múltiplos amigos que ansiavam por festa mais tarde. Divirtam-se, que o meu Marquês de hoje é ver até que ponto o Watchmen filme faz jus ao livro.
Nem só de literatura clássica vive o homem.


5 comentários:

  1. OU seja, a tua mãe respondeu à clássica pergunta: Onde estava no 25 de de Abril?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Juro que não fiz voz de Baptista Bastos, nem lhe chamei nada ao género de "fascista", coisa que me valeria algo bem mais doloroso do que uma consideração sobre a minha barba.

      Eliminar
  2. Watchmen faz justiça à banda desenhada! Vi no cinema e tenho em Blu-ray (é o único filme que tenho em blu-ray!!!).

    Muito bom!

    ResponderEliminar
  3. E depois de toda uma vitória mais do que festejada, o que achas tu do Watchmen BD versus Filme? (viste a versão normal ou a prolongada?)

    ResponderEliminar
  4. Para mim é um caso delicado, porque tenho um especial carinho por essa graphic novel.

    Se gostei do filme? Gostei. Se achei que, traço geral, a BD foi respeitada? Também.
    Como tal, avaliando de modo geral a coisa, dei o meu tempo por bem empregue.

    No entanto, ao contrário do Sin City, não me surpreendeu. Não houve nada na passagem para filme que eu dissesse "Uau" - é uma reprodução fiel da coisa, agilizando o que era preciso para o filme ficar fluído, mas não é inesperado, nem vejo ali um mega valor acrescentado. É como veres o concerto de uma banda que gostas e a coisa soar como o álbum. Não ficas insatisfeito, mas também não há ali uma nova dimensão.

    E foi um bocadinho assim que eu senti o Watchmen

    (ps - o envelhecimento da original Silk Spectre é mauzito ao nível de make up)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.