15.4.14

A maldição de ser "chefe"

Um gajo jura um dia que nunca há de querer ser chefe. Sub-chefe ainda é naquela, semi-tranquilo, semi-entalado, mas tudo bem faz-se e ninguém estranha. Até que um dia um gajo descobre, devido a uma sequência de catástrofes naturais, que é chefe por um dia.

E fica com um ar lixado.
E sente-se olhado de lado, mas como a pessoa  em causa é estrábica não há problema.
E começa a sentir-se sozinho.
E vai à farmácia comprar pomada anti-chefe.

É só por um dia e picos, eu sei. Mas dá comichão.




Bela forma de anunciar que ainda há 16 dias de festa.

1 comentário:

  1. Ainda não viste a maravilha da situação?
    Podias ter sido um chefe criativo, mas só quiseste foi coçar-te:

    - alargar a hora de almoço;
    - ida conjunta a um museu para ficarem inspirados;
    - fazer pesquisa em música de elevador sobrelotado;
    - instaurar a anarquia.

    Esperava mais de ti, Mak. :D

    You are not prepared!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.