5.2.14

Dou-te um dux em troca de um beijo salgado

Ok, isto era só para cumprir um desejo pessoal de colocar num post parte de uma letra da Lena D´Água, algo que a minha micro memória infantil tanto se esforçou por apagar.

Passemos à realidade:


E, de seguida, passemos à ficção que supera a realidade, por ser parecida com ela, mas com mais piada:




Às vezes gosto de viver num blog. Um tipo pode rir-se da realidade sem ter que pensar que vive nela.


5 comentários:

  1. O que me faz confusão em tudo isto Mak, é o ar gasto da criatura. O ensino não dá saúde a ninguém, está provado. Em boa hora larguei a escola para ir fazer sapatos.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vida de excessos também desgasta muito. Nem que seja excesso de um profundo e completo nada...

      Eliminar
    2. "Um profundo e completo nada"?? Mak, tá certo que "o saber não ocupa lugar" (sempre ouvi dizer) mas compará-lo a um zero absoluto... não será demais?? E aqui o Dux, com pelo menos 36 anos de estudo - cof cof cof cof - em cima já deve ter uma camada de conhecimento em cima que não é brinquedo. Com os efeitos colaterais que se podem ver na foto. Mas isso, e continuando com os lugares comuns, é a prova que não há bela sem senão. ;)

      Eliminar
  2. Falou bem o Kapu. O gajo parece mais para lá que para cá.

    R.

    ResponderEliminar
  3. :DD Muito bom! (Adoro o José Pedro Vasconcelos.)

    Quanto ao (sinhor) dux...
    http://calmacomoandor.blogspot.pt/2014/01/mas-esta-falar-serio-4.html

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.