24.1.14

O interior da tua cabeça visto a partir da tua mesa de trabalho

E um dia dá-te para arrumar a tua mesa de trabalho e gavetas adjacentes, só para descobrires um bocadinho mais sobre a tua teoria do caos organizado e te aperceberes de como (não) funciona a tua cabeça. Que me perguntem agora "de onde surgem essas ideias malucas?" que, pelos vistos, a resposta é fácil - devem vir de um cruzamento entre as cenas estranhíssimas que tenho na minha mesa e as outras do mesmo género que existem na minha marmeleira.


10 comentários:

  1. Eu não consigo trabalhar com o caos. Está tudo arrumadinho, como capricorniana que sou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu bem gostava que o meu signo fizesses umas limpezas de quando em vez, mas está quieto...

      Eliminar
  2. Receio o que possa descobrir quando me dedicar à mesa de trabalho... Para já tenho andado a organizar outras pecas de mobiliário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mesa de trabalho é o único mobiliário que possuo em horas de serviço, caso contrário não hesitaria em ter também um aparador para arrumar ;)

      Eliminar
  3. Aquilo é uma cópia em cartão da Jules Rimet?

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devidamente plastificada e com perto de 6/7 anos de existência. É a chamada Copa do Mundo das cenas estúpidas e que é por mim atribuída temporariamente a quem a mereça.
      (por algum motivo raras vezes sai da minha mão...)

      Eliminar
  4. Check! Até uma maçã a "envelhecer" tenho aqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta está (ou melhor, estava) viçosa e com algum sumo...

      Eliminar
  5. Tens coragem para mostrar o teu quarto? :)

    ResponderEliminar
  6. Não quero acreditar que haja uma relação entre o caos mental e o caos da secretária. Não quero! Não pode ser verdade!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.