11.12.13

Quando o tempo não congela amizades

E, num repente que pode ter demorado duas boas mãos cheias de anos, descobres que certas coisas já nada têm a ver com o que já foram. Sem culpas nem julgamentos, apenas caminhos que se separam e que, quando se voltam a cruzar, juntam pessoas muito diferentes das que ficaram lá atrás.

Segue-se exemplo pós-moderno para ilustrar este tipo de situações.







Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.