17.12.13

Nunca te cases com o Steven Seagal


Modelo/actriz surge na cena cinematográfica exibindo bons atributos físicos que dispensam outras necessidades de interpretação.
 
 Actriz/modelo capta atenção de ícone da expressividade dramática, Steven Seagal.



Os dois formam um casal, Steven Seagal confunde romper barreiras na moda com romper roupa.

A coisa dá em casório, a senhora começa a ter um ar mais infeliz, Steven Seagal começa a perder cabelo.


Anos mais tarde dá-se o divórcio, pelo meio de queixas de violência e afins. Os efeitos secundários comprovam que casar com Steven Seagal pode transformar uma mulher. E não é no bom sentido da expressão.

No entanto, Steven Seagal parece ter sugado mais que a vitalidade a Kelly LeBrock. A comunidade científica nega que a violência doméstica faça crescer o cabelo em homens. Contudo, não consegue provar que uma relação entre um homem e um tapete de carro na cabeça não é viável.
 

Resumindo, casar com Steven Seagal não é aconselhável. Meter coisas estranhas na cabeça a fingir que é cabelo também não.

1 comentário:

  1. Estamos a tocar no Ícone do cinema mundial...este blogue está condenado.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.