20.10.13

O gestor de silêncios



Boa tarde, como está, estou a ligar em má altura?
Quem fala?
Sou eu, o seu gestor de silêncios.
Ah, olá, passa-se alguma coisa?
Tem a ver com a gestão do seu saldo.
Hmmm, algum problema?
Recebemos um alerta automático...e quando assim é, sou obrigado a avisá-lo.
Fiz alguma coisa que não devia.
Bem, temos registo de alguns silêncios desconfortáveis e também vários depósitos de palavras contidas.
Ok....
Vê, é isto a que me refiro, como seu gestor, devo aconselhá-lo a dosear melhor o seu silêncio.
Certo, mas o silêncio não é de ouro?
Exacto, por isso é que não deveria andar a gastá-lo nos sítios errados.
E o que é que isso quer dizer ao certo?
Quer dizer que só posso aconselhá-lo em relação ao seu silêncio, não à sua conduta.
Ah, isso já cai fora da vossa jurisdição, é por aí?
Exacto, talvez deva experimentar ligar para o Departamento de Sensibilidade, Bom Senso e Orgulho?
O Orgulho também é desse departamento?
Agora é, sabe como são as coisas, estão a fundir departamentos.
Certo...
Só mais um conselho.
Diga.
Não abuse das reticências, que eu depois passo o dia inteiro a receber notificações com alertas por causa disso.

2 comentários:

  1. A melhor forma é fazer reticências com 4 ou 5 pontinhos. Usam-se e abusam-se em muitos sítios e continuam a passar por baixo do radar das notificações.

    ResponderEliminar
  2. gostei ;)

    (eu abuso das reticências, é que fica sempre tanto por dizer, e como grafar o silêncio entre palavras no papel, senão com reticências?)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.