15.9.13

Quando voltar não significa mais do mesmo

Já vim a Inglaterra várias vezes, pelos mais diversos motivos mas, desta vez, acompanha-me a sensação de estar livre da sofreguidão de chegar a um sítio e  visitar coisas em catadupa, absorver o máximo possível num tempo demasiado curto para o conseguir em pleno.

Fui correr pela primeira vez na zona de Londres, sempre a mentalizar-me que o trânsito corre no sentido inverso, surpreendido pelo número elevado de mulheres de todas as idades que correm pela rua e em parques, mesmo com chuva a cair.

Saí da cidade, descobri outras terras, fui ao campo e aproveitei para ter tempo para não ter horas marcadas. A verdade é que ainda não sei o que vou fazer amanhã e isso não me preocupa. Nem o facto de aqui o Verão já estar ligeiramente mascarado de Inverno.

Deixo as fotos para saborear mais tarde, antes que caiam naquele esquecimento em que agora depositamos as centenas de recordações digitais, que em 90% das vezes nunca mais voltamos a ver depois de as transferirmos para computadores, discos e DVDs.

Gosto de voltar, se puder ir sempre acrescentando mais ao mesmo, em vez de mais do mesmo.

3 comentários:

  1. Londres tem sempre mais qualquer coisa para descobrir. Conheço pessoas que vivem há uma vida na cidade e dizem que ainda se surpreendem frequentemente com novos recantos.

    Há uma coisa que eu quero muito fazer em Londres ainda, que é andar de bicicleta. O trânsito em contramão deve ser um bocado mindblowing ao início mas o hábito é tudo.

    Bom resto de férias!

    ResponderEliminar
  2. da última vez que fui a Londres aventurei-me de bicicleta desde king's cross até hampstead heath e foi mesmo uma aventura alucinante (por causa dos carros), principalmente quando voltámos para trás e era tudo a descer iuuuuuuhhhhhhh!

    Aproveita bem, Mak!

    ResponderEliminar
  3. Tem graça que, nas minhas férias deste ano, e em relação a uma cidade portuguesa, tive, pela primeira vez, essa exacta sensação de me livrar da sofreguidão de visitar tudo e mais alguma coisa. Só aconteceu à terceira visita, mas foi bom :-)E desconfio que venha a ser melhor ainda, para o ano!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.