21.9.13

Morenito mas não turco



Falta-me um dia de férias e está na altura de me começar a queixar antes que, só por estar bronzeado, me confundam com um turco. Uma mão cheia de dias a ter que ir à praia por pressão social e agora vejo que a minha tez não chega para imitar alguns bronzes quase carvão que se cruzam comigo na rua.

Nos meus tempos de moreno profissional, uma mão cheia de dias na praia dava para ser olhado de lado em muitos aeroportos, num misto de “epá ou este gajo é árabe, ou é turco ou aqueles calões em Portugal não fazem a ponta de um corno”. Agora só dá para lutar para não descer de divisão no campeonato do bronze natural e para um sorriso amarelo da segurança nas bagagens.

Isso preocupa-me bastante, por alguns instantes quase nem pensei nas importantes questões sociais do nosso tempo, tanto que nem me estou a lembrar de nenhuma tirando o facto do Belenenses só hoje ter feito os três primeiros pontos no campeonato.

Não quero passar o Domingo a ensaiar o discurso para segunda feira, levando algumas fotos de criança e de Verões mais dedicados a torrar, insistindo junto das pessoas “Sim, eu agora só estou morenito, mas eu antigamente era um ganda moreno, fazia chorar as pessoas que iam para o solário”. Talvez por isso vá correr 26kms de manhã, barradinho em creme de cenoura, manteiga e despejando uma ou duas coca colas pela cabeça de 5 em 5kms, só para voltar aos meus velhos tempos de glória.

Isto para que não se pense que sou fútil ou que me deixo levar nestas coisas do parecer ser mais importante do que o ser.

2 comentários:

  1. Por vezes o sono não vem e uma pessoa pimba
    liga o pc e lá vai descobrindo umas pérolas.

    Gostei deste texto , principalmente a parte de antigamente fazer chorar as pessoas que iam para o solário :P

    Já me ri um bocadinho , obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais vale ser um breve consolo para a insónia, do que causador da mesma :)

      Obrigado eu.

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.