30.9.13

Manela, olha que quem a cegueira não despe, na estupidez investe


Enquanto adepto da cultura geral, de quiz enquanto actividade social e da memória de um concurso que já foi grande, não me agradou muito a ideia da Manuela Moura Guedes a apresentar o Quem Quer Ser Milionário.



São muitos anos afastada do entretenimento televisivo (só numa perspectiva torcida é que se aceita o noticiário da TVI como entretenimento), muita amargura e raiva pelo meio de certos processos e o criar de uma postura que vai tudo menos no perfil “family friend” que se associa a um anfitrião de um concurso. O programa, a meu ver, não se enquadrava na figura.



Do que vi, confirmou-se a minha suspeita. A Manela tenta, mas a simpatia é falsa (a dos outros também pode ser, mas soa naturalmente falsa enquanto esta é artificial), aquilo sai-lhe aos rasgões, o nervoso dos concorrentes não se dissipa nem se atenua na conversa, possivelmente sentem mais interrogatório que conversa. Mas pronto, o apresentador é apenas um factor quando tudo o resto funciona.



Acontece que também já começamos mal no resto. Como já muita gente sabe, o caso foi este:






Em vez de “estio”, tivemos “estilo”, a senhora baralhou-se e foi à vida. Manela balbuciou uma justificação deste novo provérbio que parecia um exercício da escola primária e venha o próximo. Se não estou em erro, a produção fornece aos apresentadores uma breve explicação da resposta correcta, gostava de ter tido acesso à mesma, para ver como é construída uma justificação em cima do vazio.


Não sei como é o sistema de pesquisa e verificação da produção do concurso, mas erros acontecem. Simplesmente, não sendo um programa ao vivo, era voltar atrás e corrigir em tempo útil, porque eu não acredito que naquele estúdio ninguém soubesse que, no limite, havia uma versão dúbia ali no ar. A pergunta não era de um super montante mas, por princípio, vai dar ao mesmo – num concurso de cultura geral, não deve haver margem para dúvidas.






“Dezembro frio, calor no estilo” ao que parece também existe, diz ela, confirmado em pelo menos oito fontes (se forem da Internet, então é verdade certa na pedra). É porventura a cabala contra ela a trabalhar, uma solução muito mais simples do que admitir um erro e, pelo meio de tanto lameiro, já perdemos todos e ainda ninguém ganhou nada de jeito.



Sabes Manela, pior cego é aquele que gostava que todos fossem tão cegos como ele.

11 comentários:

  1. Eu, que adoro o programa e odeio a Manela, pensei que ela ainda assim pudesse ser boa a apresentá-lo. Tenho pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode vir a melhorar mas, por agora, está longe de ajudar a promover a coisa...

      Eliminar
  2. Os provérbios ou adágios, fazem parte da cultura do povo, e não da classe média-alta, que os adapta ao seu estilo de vida. Claro está que quem não sabe é como quem não vê, e que para a Manela, o estilo é que dita o inverno. Mais um bom concurso, que vacilou ante a desdita do Sr. Televisão, e que não consegue fixar sucessor á altura. Tal e qual o Elo mais fraco.... Adeus !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito que até faz todo o sentido ter um valor old school em vez de alguém fresquinho a apresentar este clássico. Mas aqui, é alguém que está completamente desenquadrado do mood e que se integra tão bem como eu ir correr uma maratona vestido de urso polar.

      Eliminar
  3. Mais valia admitir o raio do erro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E isso é tão difícil em certos casos e a certas pessoas...

      Eliminar
  4. o provérbio até faz muito sentido assim. dezembro frio, calor no estilo. que é como quem diz, quando está frio em dezembro, veste-se o vison e fica-se cheio de estilo. vá, toda a gente percebe isto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que é mais falta de vison daquela gente toda...

      Eliminar
  5. Eu só tenho a dizer que, com tanta cirurgia, ela perdeu o pouco estilo que tinha, agora teima em encontrá-lo onde não existe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por muito que se aponte o dedo ao aspecto, mais do que o lado físico, ali é a predisposição mental e a atitude em jogo...Obviamente, danos num processo podem afectar o outro...

      Eliminar
  6. Eu adorava tanto este concurso e para mim o único apresentador que lhe fez juz foi o Carlos Cruz. Pode ser o que seja, mas para apresentador de concursos não há pai para ele. Agora com a Manuela não consigo ver o programa, a mullher está completamente desenquadrada.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.