25.9.13

Há algo podre no reino do timing

Estás a usar o chat para pedir a um amigo teu os dados para o inscreveres numa corrida.

"Vou precisar do teu número de BI e data de nascimento para a inscrição..."

Estás também a usar o chat para perguntar a outro amigo teu, que foi pai pela primeira vez há relativamente pouco tempo, como foi o regresso ao trabalho.

"Então jovem como tem sido o regresso ao trabalho?"

Lembras-te de uma boa piada para dizer ao amigo das corridas, quando alguém ao teu lado te chama. Voltas a olhar para o computador e escreves a piada de rajada.

"O sexo nem vou perguntar, com essa cara dá para arriscar..."

Enquanto desviaste o olhar, um deles respondeu e mudou a janela activa. A piada foi para o gajo errado. O recém-papá aumenta a tua sensação de burrancada e responde com sinceridade sobre o que se tem passado nessa matéria.

Ficas dividido entre cavar um buraco e rir às gargalhadas. Não tendo pá, começas pela segunda e cavas o buraco mental depois. Felizmente, o teu amigo além de sincero é bem disposto.

1 comentário:

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.