27.8.13

O problema dos filhos da mãe que não são electricistas


Há quem diga que as mães querem sempre o melhor para os seus filhos mas, embora creia que isso é genericamente verdade, acho que às vezes não é assim. Em determinadas alturas, o que as mães pura e simplesmente querem é que os filhos sejam aquilo que a elas lhes dá mais jeito.

Imagine-se uma mãe independente que, apesar da sua idade, não gosta de encarar nada como uma limitação. Tirando em questões que tenham a ver com electricidade doméstica (suponho que isto também se pudesse aplicar a fugas de gás ou  torneiras a pingar). Imagine-se agora um filho adulto e emancipado com formação na área de letras, um percurso profissional dentro dessa área e que é desenrascado em questões práticas a nível doméstico. Tem, no entanto, um gravoso defeito – não é electricista.

Quando estes dois mundos se juntam, surgem apropriadamente faíscas. A mãe acha que o filho, sendo homem, devia ter um instinto básico de electricista que lhe permita detectar as razões por detrás de intermitências de candeeiros, quadros que vão abaixo e microondas que se incendeiam. O filho, que consegue montar candeeiros e ligá-los, identificar problemas em arrancadores e outras questões básicas, acha que ela devia chamar um electricista. A mãe acha que ele tem má vontade. O filho acha que ela não está a ser razoável e que, no máximo das suas competências, lhe poderá escrever um bonito texto que fale sobre a situação.

E é neste tipo de situações que penso o que pedirá ao seu filho a mãe de um electricista. Sim, porque não havendo impedimentos nas questões eléctricas, gosto de pensar que ela lhe pede um conto para ler antes de ir dormir ou um sketch sobre um filho que sobretudo não sabe fazer nada de jeito quando a mãe precisa. E que o tipo fica sempre a pensar, mas porque raio é que fui para electricista...devia ter seguido letras.

4 comentários:

  1. Lol quando estiver com um amigo meu electricista já lhe pergunto, só para te esclarecer ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, inside information é o que se pede :)

      Eliminar
  2. É por essas e por outras que, cada filho meu que chega ao 9º ano e se depara com a questão da vocação e das escolhas, eu imploro sempre: "Medicina! Especialidade cirurgia plástica!" :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma escolha sensata. Corpo são em mãe sã ;)

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.