6.8.13

Metodo infalível para evitar responder torto

A dada altura, num qualquer debate, discussão ou troca de impressões que já excedeu a sua validade, é natural surgir-me uma vontade quase incontrolável de terminar a coisa com um bastão de basebol feito de ironia e sarcasmo ou, de forma menos elaborada, respondendo torto. (ver também interessante gráfico sobre a matéria no blog desta senhora)

Dado que nem sempre isso é viável, uso uma espécie de ensinamento de Jack Burton e inspiro fundo. Não porque procuro inspiração, mas porque é impossível responder torto quando se está a encher os pulmões de ar.*



O segredo não está no facto de isso me acalmar, mas sim no facto de experimentar sempre como seria falar enquanto inspiro. Nunca resulta.


*Dizem-me que um pontapé nos tomates também tira a capacidade de responder torto. No entanto, como um auto-pontapé nos tomates é algo complicado e tenho o estágio no Cirque du Soleil em standby, por agora fico-me pela minha solução.

1 comentário:

  1. Eu desligo... tenho que desligar, quando é mau demais, pois se eu já não jogo com o baralho todo, se não desligo, é a loucura...tem dias que "mando fora" , levemente, para não ferir susceptibilidades...

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt/2013/08/a-shot-through-head-and-youre-to-blame.html

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.