30.7.13

Publicidade e mamas, um episódio para corações solitários



Já se sabe que há partes da anatomia feminina que são mais exploradas em certos imaginários do que a mão de obra mexicana nos EUA. Há quem o consiga fazer com elegância, mas também há quem não se esforce com subtilezas e siga a máxima “É em grande, como se estivesse a ver a dobrar”.



No mundo interessante dos Facebook Ads, aqueles anúncios pequenitos na barra direita da vossa conta, joga-se num território curto, com uma pequena imagem e 25 caracteres de título, pouco mais no desenvolvimento e a url do site. A grande e teórica vantagem deste meio é a capacidade de segmentação. Um serviço que pague um anúncio no Facebook pode dizer que quer chegar a homens entre x e x idade, com a formação y, a morar nas cidades Z e que tenham status de relationship a,b,c ou d.



Foi assim que o be2.pt deve ter chegado até mim e chegou em força. Esta espécie de serviço de singles tem apostado na rotatividade dos anúncios, mas mantendo um par de coerências pelo caminho. A coisa tem obviamente origem fora de Portugal, é ligeiramente ridícula mas é divertido ver o esforço.









Não só as senhoras usadas têm um ar muito real e totalmente “girl next door”, desde que vivamos num aldeamento porno, como o biótipo aposta unicamente na rebarba do utilizador (e não está em causa a sua eficácia). No entanto, fica um aviso ao cidadão cego pelo choque frontal, duas delas – Maria e Rafaela, são definidas como “solteiros” e noutro anúncio também se fala em “mulheres solteiros”. Arrisca-se o cidadão incauto, cujo coração sofre apenas por ser domingo à noite e estar sozinho, a ir parar a um clube kinder surpresa, onde para além do que salta à vista, se escondem outras ferramentas para o surpreender.



Ah, a bela publicidade no Facebook, como isso me rouba tanto tempo à leitura...

4 comentários:

  1. Eu já vi vezes sem conta o anúncio do Paulo, que para seu desgosto - e, sobretudo, da mulher - não era nenhum Cristiano Ronaldo, mas que depois de tomar umas cápsulas milagrosas perdeu uma arroba de kilos. Também perdeu a barbicha e o lusotufo que os peitorais exibiam. Ainda assim, digo eu, continua a não ser um Cristiano Ronaldo.

    ResponderEliminar
  2. Tendo em conta as imagens acima apresentadas,deduzo que o celibato faz crescer as mamas.

    ResponderEliminar
  3. Serão transgender bem elaborados ? É que é muito solteiro...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.