29.7.13

Perguntas pós fim de semana - Análise de "brilhantismo" social


Num novo estudo da Universidade de Badmington, desta vez do departamento de Sociologia e Imbecilidade ambulante, eis uma amostra de questões-tipo que surgem frequentemente depois de um fim de semana, por parte de gente que quer ser mais engaging na utilização dos seus skills sociais com colegas:

“Então, como foi, ele já faz cócó duro?”
(infantilismo associado ou pet friending)

“Ouve lá, estiveste no bairro? É que vi um gajo todo f”#%”% caído no chão parecias mesmo tu, ainda era para dizer alguma coisa mas se fosses tu também nem ias perceber que era eu...”
(o social antisocial)

“Com que então é aquilo que andas a comer?”
(nutricionismo ou canibalismo social)

“Bem, estás branquérrima e essas olheiras, não descansaste? O fim de semana, foi bom?”
(bipolaridade inquisitiva)

“Estou que nem posso, estou pior que sexta feira, mas pronto. Queres saber como foi o meu fim de semana?”
(egocentrismo participativo)

“Tão, que tal?”
(minimalismo contributivo)

“Passei o fim de semana a pensar no trabalho x e na proposta z. A dada altura estava com os pés na piscina e ocorreu-me que tu devias estar a pensar no mesmo, não é?”
(sabujismo corporate e bullshitting aplicado)

“Sua porca não disseste nada porquê?”
(farmvilling inquisitivo)

“Fim de semana, cinco estrelas não  é verdade? Então bora lá ao que interessa.”
(abruptismo terminal com arranque)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.