26.6.13

Shut up ova


Esqueçamos por um instante que o ténis é um desporto de elites e que estamos a celebrar o feito de alguém que tem "De Brito" no nome (nota mental: Fernando Mendes, o homem que sobrevive miraculosamente sem pescoço no Preço Certo já teve uma série em que era um novo rico que ia pelo nome de "De Nunes"). Afinal de contas, foi uma das bandeiras da Nike, nº3 mundial e mulher que tem tanto de pernas como Michelle de altura, que foi à vida.

O que o povo gosta mesmo é de ver pequenos Davids portugueses a aviar Golias, nem que esta seja uma glória efémera. Hoje terá honras de Telejornal, amanhã até os jornais desportivos (em que o conceito de desportivo é 85% futebol) guardarão um oitavo de página na capa para fazer menção ao feito. Depois de amanhã, não renovando o sucesso, terá que esperar novo feito davidesco.

Na verdade, se cair na próxima ronda, os entusiastas de hoje serão os fadistas de amanhã, cantando o fado do português que, mais do que ser grande, tinha tudo para o ser e caiu pelo caminho. Se for avançando, maior será o entusiasmo ou o fado aquando da sua queda (que espero não estar para breve).

Somos muito bons a subir à rede quando as coisas correm bem, mas somos óptimos no smash quando a coisa vem por ali abaixo.

1 comentário:

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.