16.6.13

Abraça tudo o que a estrada te dá

Pensamento bonito como o caraças, este que dá título ao post.

Claro está que quem o proferiu nunca deve ter falhado um degrau durante uma corrida, nem levado as mãos ao chão duas vezes, para evitar ir bater com o resto do arcaboiço no alcatrão.

Porque se assim fosse, ficaria a saber que a estrada também dá umas esfoladelas valentes, daquelas em que se vê a carninha ali por baixo, se sabe que não é grave, mas ainda assim aquela trampa continua a escorrer sangue e a arder de forma simpática.

E depois da estrada nos dar isso, essa sádica e quente (não no sentido bom) entidade, ainda se ri (entendam as passadeiras como um sorriso) e diz: "Vá lá campeão, são só umas esfoladelas, e ainda te faltam 13kms para acabar o passeio de hoje".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.