14.5.13

Dicas de praia: Como fixar um idoso na areia

-->

Não é fácil fixar alguns idosos na praia. Na realidade, eles não querem lá estar, mas a família, sempre a família, naquele esforço de “vamos fazer coisas juntos” achou que deviam ir todos à praia e agora, que lá estão, há que fixar o idoso, para que não seja levado pelo vento, arrastado pela maré ou até raptado por um daqueles senegaleses que vendem cenas e que o podiam facilmente converter num totem étnico.



A primeira medida é garantir que o idoso vai vestido de maneira a que se distinga dos demais veraneantes. Sugira-lhe uma espécie de roupa casual de ir à missa, com reforço nos tons negros. Os idosos são como o homem de ferro, podem ter até uma armadura em cima, que estão preparados para suar menos.



A segunda é dar-lhes um chapelito à Artur Jorge, porque mesmo a suar menos, o sol na moleirinha ainda lhes causa transtorno e não queremos que comecem a debitar os podres da família em altos berros (pelo menos evitar que o façam antes da discussão familiar das 13.45). A par do chapéu decorre a necessidade de hidratar o idoso e, por muito que ele reclame da escolha, opte por água em detrimento de líquidos oriundo de Quintas/Caves e outras localizações etílicas.

Nota: no meu dicionário um chapéu à Artur Jorge é uma coisa assim.





A terceira medida é sentá-lo numa superfície adequada, porque “toalha” e “idosos” são conceitos por vezes incompatíveis. Por razões óbvias, a cadeirinha de praia com assento para as costas é uma solução preferencial, mas implica uma boa preparação do terreno e um cuidadoso assentamento do idoso.



Atenção: O cumprimento das três regras anteriores não garante uma boa fixação de um idoso. Consulte-se o exemplo do passado fim de semana: família com idoso equipado a rigor fixa-o numa cadeira. A idosa, algo irrequieta gosta de esbracejar para as crianças da família e isso dá mau resultado. Passado um bocado, a cadeira está de lado, a idosa está de pernas para o ar, a família está a tenta resolver o problema e os veraneantes por perto estão todos com um sorriso nos lábios.



Como tal, eis o procedimento de segurança adicional – Fixe os pés do idoso na areia (não é preciso uma cova para a arca do tesouro, só uma fixação de três/quatro dedos de profundidade, para garantir estabilidade. É um idoso que mexe muito os bracinhos? Em caso positivo, instale-o junto ao guarda-sol, para que possa usar a armação como cajado. Se isso não for viável, adquira um suporte tipo bengala de praia para idosos (não sabe que merda é essa? Não há problema, serve a metade de baixo de um guarda sol. Também não sabe que merda é essa? Procure a parte pontiaguda de um chapéu de sol e crave-a num pé, o seu para memorizar melhor. Pronto, agora já sabe).

Se tudo correr bem, o idoso estará agora fixado correctamente.





Nota final: Quando sair da praia, remova primeiro as fixações e depois o idoso e faça a contagem dos membros da família ao chegar ao carro. Não são raros em que o avô é esquecido, fica plantado na duna e a gasolina está cara. Não arranque o idoso das fixações à força. É triste, há idosos que guincham e pior do que deixar um idoso na praia, é deixar uma tíbia ou um braço do dito cujo.

Obrigado pela atenção.

8 comentários:

  1. Não esquecer hidratar o idoso de hora a hora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está lá previsto, é um ponto essencial.

      Eliminar
  2. Tenho uma fotografia muito boa da minha pessoa a chapinhar em Porto Covo sob o olhar do meu avô, de pés na água, calças arregaçadas, camisa, colete e chapéu. Era um idoso que não se deixava fixar nem por nada. Nunca percebi como é que não se atirava à água vestido e tudo. Calculo que fosse para não estragar o chapéu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O idoso lida com o conceito mergulho de forma bastante ambígua. Gosta de ir chapinhar, mas para águas mais profundas prefere hidroginástica...

      Eliminar
  3. Acredites ou não, vi ontem um assim e agora que te li não consigo nem parar de rever a cena e nem parar de rir!
    :DD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como nos aviões, devia haver um vídeo com procedimentos de segurança à entrada das praias para evitar esses momentos de comédia arriscada...

      Eliminar
  4. A melhor maneira de fixar um idoso na praia é plantá-lo ao lado de uma sueca a fazer topless. Nem se mexe...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atenção que também há idosas na mesma situação e plantá-las ao lado de suecos nudistas é capaz de não resolver bem a situação...

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.