27.5.13

Curiosidades loiras e o fim do mito Olex




O mito do restaurador Olex foi quebrado. Em tempos esses senhores clamavam “Um preto de cabeleira loira ou branco de carapinha, não é natural” mas vê-se claramente que o restaurador Olex nunca foi sucesso de mercado nas Ilhas Salomão.

Segundo consta, nesta ilha há uma boa percentagem de malta black que tem o cabelo naturalmente loiro, até agora os cientistas ainda não sabiam o porquê e as autoridades da ilha já tinham questionado várias vezes o único salão da região, o “Sandrine’s Cabeleireiro”, que negava qualquer envolvimento em colorações, assumindo apenas a responsabilidade de alguns alisamentos japoneses mal sucedidos.

Os estudos foram feitos e o factor genético nabase desta situação foi detectado, o que não retira em nada o pitoresco da situação, apenas satisfaz a comunidade científica, que também não é propriamente reconhecida pelos seus penteados espectaculares.

Resta-me agora aguardar, com a devida serenidade, que esse intrépido grupo de cientistas cabeleireiros se desloque até Portugal para resolver o mistério do grupo de mulheres que começam a ficar naturalmente aloiradas a partir de uma certa idade.
Sobre o grupo de homens portugueses que sofrem do mesmo mal, não é preciso falar, a culpa continua a ser do restaurador Olex e de cegueira de bom senso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.