30.4.13

Cinco pontos que um otário em Madrid poderá notar

Então madraço, não tens fotos de bonitos canapés para mostrar? Belas vistas da cidade, mostrando lazer em empos de crise ou até mesmo uma pose contemplativa semi-anónima num cenário pseudo-cultural?

Não.

Mas tenho cinco pontos que, de momento, são tudo aquilo para que tenho cabedal para fazer:

1 - Conhecer uma cidade pela primeira vez através de percursos a pé é giro. Fazê-lo literalmente numa maratona é de loucos. Estou portanto mais próximo da loucura do que da beleza.

2 - A arquitectura histórica e a conservação da mesma dizem muito sobre uma cidade. Aqui, em cada esquina há uma página da história de Madrid.

3 - Tapas vs Petiscos - Era fazer uma mesa redonda e nunca mais sair de lá a tentar provar quais os melhores.

4 - Quando estamos "em casa" chuva e frio são sempre boas desculpas para não fazer nada. Vais uns dias para fora e não te impedem de fazer tudo.

5 - Guernica, Picasso, tu sacaste-a bem sacada e não há imagem que substitua ver aquilo ao vivo. Ah e não tenho muita pachorra para o Miró. E porque não fica bem acabar num tom elitista,também já fui a um Dia. O ambiente era parecido com o retratado no Guernica.

E isto ainda não acabou.

2 comentários:

  1. Ando a relembrar esse ponto 4 a mim mesma desde que começou o Inverno (e esta Primavera, já agora), mas não funciona. É daquelas regras que só além-fronteiras.

    De resto, quero saber se acabaste a corrida em triunfo ou de gatas!

    Alexandra, a grande (hoje ando anónima)

    ResponderEliminar
  2. Vale la pena llevantarse temprano por una vez, para vivir un día la vida de Madrid!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.