5.2.13

Um dia o trabalho vai querer ir contigo para casa



Um dia o trabalho vem ter contigo,
Diz que quer ir contigo para casa, que vai correr tudo bem, é só trabalho e que ambos sabem disso. Mas o trabalho quando quer ir para tua casa,
Diz o que for preciso,
Diz que ainda vais ter tempo para tudo o que querias fazer depois,
Diz que há tempo para ele e para os outros,
Diz que é só desta vez, pelo menos até à proxima.
Por isso, no dia em que o trabalho vier ter contigo e te disser que quer ir para casa contigo, sorri-lhe, enquanto mentalmente lhe chamas nomes e diz-lhe, calma e pausadamente, que
NÃO.
E quando ele te disser para pensares bem e não te esqueceres que ele é o teu trabalho diz-lhe que, acima de tudo,
É isso que queres que ele continue a ser. Como és diligente e compreensivo ofereces-te, na melhor das hipóteses, para lhe fazer companhia mais um pouco.
Posto isso dizes boa noite, viras-lhe as costas e sais. Sem olhar para trás, nem que seja porque já houve gente a transformar-se em sal por causa disso, segundo o que te diz o senhor sem dentes à frente que, quando sais tarde, tem sempre uma palavra ou até mesmo duas para te oferecer.
Se tudo correr bem, amanhã tudo vai estar no mesmo sítio e o trabalho, mesmo amuado, acaba por vir ter contigo.

Se tudo correr mal, arrependeste-te, pensaste que “se calhar é melhor não”, telefonaste-lhe a meio do caminho e estás agora a ler isto às escondidas enquanto o trabalho, deitadinho ao teu lado, ressona baixinho.

3 comentários:

  1. Dizemos que não,que nunca o vamos fazer e um dia o trabalho vem connosco para casa abrindo um precedente difícil de ser esquecido por outros.

    ResponderEliminar
  2. O meu já vive lá em casa há muito tempo, não o consigo pôr a andar...

    ResponderEliminar
  3. O trabalho tem de aprender a acatar ordens e a não sair dos seus domínios.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.