2.10.12

Se o Correio da Manhã fizesse títulos de óperas



Não é preciso ser um iluminado para perceber que o choque e a desgraça são boas ferramentas para chamar a atenção das pessoas. Os telejornais põem em prática essa fórmula diariamente mas um dos actuais expoentes máximos do fascínio nacional-calamitoso dá-me ideia que é o Correio da Manhã. Percebo a lógica de sobrevivência, chateia-me um bocado que a coisa descambe sempre no fait-divers e no boletim ilustrado do relatório da esquadra.

Porque não aproveitar a coisa para fins culturais?

Imagine-se, o Correio da Manhã publica uma notícia que é basicamente o enredo de uma ópera, chamando a atenção para os pormenores mais sórdidos. O cidadão atento vai atrás do sangue e só muito mais tarde se irá aperceber que já papou o enredo todo. Feita a coisa, basta dar-lhe links para ouvir testemunhos em directo (excertos de árias) ou até mesmo vídeos exclusivos (interpretações de maior relevo).

Deixo-vos aqui alguns exemplos:








Vão por mim, o interesse na cultura vai subir que nem a taxa de alcoolemia em noite de fim de ano.

10 comentários:

  1. Para quem gosta de filmes de terror dava um bom filme:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A malta precisa é de música, terror já a realidade fornece :)

      Eliminar
  2. Eu cá ainda elevava isso a estatuto de segredo e passava num tal canal em horário informativo. Aí é que era ver o povo a desunhar-se para ver o noticiário.
    Já o Correio da manhã está ali taco a taco com o jornal "o Crime"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já se viu pela cena do perfume e da gaja desaparecida que o povo se revolta quando é enganado nos instintos primários...

      Eliminar
  3. "Recém-nascido mata mãe à facada". Já estivemos mais longe de ler um título assim...
    (http://alpha-lady.blogspot.pt/)

    ResponderEliminar
  4. Eu tentei, mas sou definitivamente uma ignorante. Só adivinhei o último...
    De resto, não acho nada má ideia. Eu já aprendi qualquer coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que vale é que isto não é um teste surpresa. Já ser uma surpresa seria um feito difícil de alcançar.

      Eliminar
  5. Uma vez entrei no Correio da Manhã online e li uma notícia cujo o título começava por - juro - "Marido mata a mulher com uma pá".

    Sei que não devia ter rido. Não daquela forma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um sacana não escolhe quando ri, ri quando não tem escolha ;)

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.