31.10.12

A escala do brilhantismo

Às vezes dispensa palavras.



E eu não me canso de rever esta pequena apresentação, sempre que me cruzo com ela.
(Este é um resumo, há uma versão mais completa)

2 comentários:

  1. Muito bom mesmo. E também é da maneira que um gajo fica com a ideia que não é um animal qualquer.

    Pena aquela propensão, para pegar em metralhadoras e dispara mísseis terra ar e coiso.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.