30.8.12

Ter miaúfa da Natureza.


Não deve ser exclusivo de Portugal, mas há por cá muita gente que não leva a sério os avisos da Natureza, como se esta fosse uma velha chata e alarmista. Exemplos:

“Ah, isto não são marés vivas, são só umas ondinhas” passa para cinco minutos mais tarde “Olha mãe, aquela mãozinha ali a acenar a 200m da costa, aquela da unha do mindinho comprida, não é o Tio Carlos?”

“Isto não é vento a sério, eu estou muito habituado a andar por estas falésiiiiiiiiiiiii.....”

“As pessoas são tão burras. Só porque está ali um aviso de derrocada não aproveitam a sombrinha daquela escarpa, mesmo ao pé do mar” corta para “Olha, estiveram a jogar Angry Birds com aquela família”.

“Oh, isto não é sol a sério, mas mesmo que fosse eu também nunca apanho um escaldão” passa para umas horas mais tarde “Mamã, mamã porque é que ao pé daquele senhor cheira a grelhados e porque é que ele está a gritar a vestir a thsirt?”

Havia tanto para dizer, mas não é da minha natureza achincalhar em demasia. Quanto à imagem que vos deixo é de uma senhora no Louisianna, às primeiras horas do furacão Isaac. Ou, segundo ela, se fosse cá das nossas “Levanta-se um ventinho e começa logo tudo a fugir”.


4 comentários:

  1. Depois, é todos os dias as notícias de afogados nos telejornais, ou do género daquele que andava com a família a visitar as Fisgas, e se lhe escapou um pé, lá foi ele para o fundo de uma das lagoas. E toda a gente está avisada que aquilo é perigoso...

    ResponderEliminar
  2. Levanto isto um bocadinho mais a sério, o que chateia mesmo em que esta gente muitas vezes não se lixa sozinha...

    É o irmão ou primo do imbecil que não sabia nadar e mesmo assim se atirou para o rio a meio da digestão de um cozido à portuguesa;

    É o surfista que é puxado para o fundo pelo cretino que queria ver para quão longe da costa podia nadar, mas esqueceu-se que tinha de voltar para trás, etc...

    Uma maçada é o que é. Agora tenho de ir, porque estava a fazer ali uma fogueirinha para assar um franguinho, mas já está a cheirar a queimado e acabam de passar por mim ursos, veados e raposas a correr.

    ResponderEliminar
  3. Bem verdade! As pessoas não estão atentas aos perigos, aliás, menosprezam-os.

    ResponderEliminar
  4. Ah ah ah é mesmo à Tuga, logo após a derrocada da falésia na praia Maria Luísa ouvi, numa outra praia, também ela cheia de falésias, uma senhora dizer para o marido que estava algo reticente em ir para a sombra da falésia que podiam ir à vontade, que não havia perigo que a semana passada já tinha caído uma falésia e portanto não iria cair outra.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.