9.8.12

Perceber o meu melhor amigo

Tenho um grande amigo que nem sempre compreendo. Muitas vezes parece que nos entendemos às mil maravilhas mas, em certas alturas, não percebo as suas reacções. Gostava de saber de onde lhe vem a inspiração mas também gostava de saber como é que o posso desligar, quando não me deixa dormir. Gostava de falar com ele, de amigo para amigo e dizer-lhe "Tu trabalhas demais", mas depois surpreende-me a cada instante com associações, sugestões e ideias que me fazem pensar que o que para muitos é trabalho, para ele é diversão.

Sei que não é fácil mudá-lo mas já nos conhecemos há alguns anos, os suficientes para eu gostar dele ao ponto de querer conhecê-lo ainda melhor, com a ajuda um livro. No final, se ficar exactamente na mesma, sei que ele não vai levar a mal. Era o que faltava, tendo em conta que sou eu que o levo para todo o lado.


6 comentários:

  1. É o culpado por alguma das minhas insónias :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certamente será culpado disso e muito mais. Mas depois, com certeza que se redime...

      Eliminar
  2. põe lá uma vígula a seguir a "jovem visitante", sff.
    óptima ideia essa, a de conhecer o cérebro. vais adorar! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz melhor do que isso, inverti a ordem do sujeito e tudo ;) (a dica não foi minha, foi do meu amigo)

      Eliminar
  3. Peço-te que se resultar, e de facto entenderes melhor a pessoa a que dás o estatuto de 'melhor amigo', avises aqui no blog. Pode ser que siga o exemplo, e compreenda melhor aquela gaja...
    (deabafo aqui).

    Boa leitura! :)

    ResponderEliminar
  4. http://books.google.pt/books/about/Out_of_Our_Heads.html?id=aFYCRPrrMEMC&redir_esc=y

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.