6.8.12

Moderação Iuri, moderação


Cheguei a casa já a noite de domingo ia longa, mas com a vantagem de ter dado dispensa aos cabeças de cartaz de domingo no Sudoeste. Poupou-se assim tempo e, acima de tudo, saúde auditiva. Ao contrário do que pensava, o Iuri nem causou tantos estragos em casa como previa, um ou outro dano na garrafeira, já que prefere regar as garrafas que esvazia ao invés das plantas e até deixou gelatina feita. Gelatina de vodka mas, ainda assim, gelatina.

Foi na nota que deixou, junto a um postal autografado pelo Sergei Bubka, que residiu o foco de agitação.

Patrão, mundo dos blogs ser estranho. Haver pessoas que passar muito tempo no mundo virtual a tentar mostrar que tem vida no mundo real. Outros haverem que, não contentes em serem inteligentes e terem bom gosto se esforçarem bastante para que os outros darem por isso. Haver também gente divertida, possivelmente terem garrafeira melhor do que patrão para dar ânimo à escrita.
Aliás, ter verificado que patrão não fazer o mesmo e, mostrando falta de vida interessante, inteligência, bom gosto e boa garrafeira, patrão limitar-se a escrever lençóis de texto, com piada média e isto ser benevolência de Iuri. Patrão dever pensar em carreira alternativa, possivelmente carreira de tiro, com patrão a correr pela frente dos alvos.

Mas eu saber que patrão ter boa vida, patrão só levar a escrita a sério nos sítios certos, tal como Iuri que só ligar verdadeiramente a escrita no sítio certo dos cheques, coisa que patrão não ter feito e história de transferência bancária seguir amanhã ser quase tão antiga e tão credível como histórias dos Irmãos Grimm, mas com menos entretenimento.

Por isso, patrão ter até 4ª feira para liquidar dívida ou Iuri mostrar outras vertentes da palavra liquidar.

Abraço e ficou borsch feito no frigorífico,

Iuri”


Um verdadeiro poço de humor este Iuri, soubesse eu isso e tê-lo-ia convidado para ir ao resort de luxo onde passei estes dias, ao qual a placa camping à entrada não se adequa minimamente, teríamos falado sobre Kasimir Malevich e o suprematismo de que tanto gosta, isto para não falar do grande concerto de The Roots. Só então lhe teria dito que isso da blogosfera não é bem assim e que ele tem de aprender a ler nas entrelinhas.
E finalmente ter-lhe-ia dito, em tom amistoso, se posso pagar até sexta.

Moderação é a palavra do dia e ela agora está tão em voga, que tudo quanto é comentário por estas bandas o usa.

4 comentários:

  1. modera a são iuri?
    o iuri anda com a são ou só lhe arrima?

    ResponderEliminar
  2. Se despedir o Iuri mande-o ter comigo.
    (eu pago a horas certas)

    ResponderEliminar
  3. Ó Mak!
    Tem a certeza que esse seu Iuri não é Sudanês ou Etíope?

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.