3.8.12

A Sudoeste, o plano de não ter plano


(para começar, imaginem aqui uma foto trendy, que simboliza um gajo rumo a qualquer coisa sem se saber bem o quê, mas que deve ter um pôr do sol, cores esbatidas e o tipo ter uma atitude cool que quase parece natural)


Sou, por norma, organizado no meu caos. Tempero os meus planos com um certo descontrolo mas raramente perco as rédeas por completo. Desta vez, variei um pouco e decidi ir dar um saltinho a este Festival Sudoeste com o mesmo espírito com que fui ao primeiro, dizem-me que há 15 anos, mas eu acho que isso é tudo mentira para parecer que foi há mais tempo.

Não sei muito bem onde vou ficar, como se vão passar as coisas e se haverá alguma ordem no meio do caos. Não há cá booking.com, reservas na mão, mapas bem traçados e Plano B. Aliás, o Plano B é o Plano A, sendo que ambos são vagamente inexistentes.

Domingo, lá mais para a noite, logo se verá no que é que isto deu mas o mais certo é ter dado o mesmo do que a primeira vez. Regabofe e histórias para contar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.