28.8.12

A minha encruzilhada com a música brasileira

Há uma certa e determinada faixa da música brasileira com a qual não vou à bola. Não é interessa aqui qualificar se é boa, se é má, é uma prerrogativa de gosto. E isso, para o assunto chega.

No entanto, aqui e ali, mesmo fora dos nomes mais sonantes da MPB e arredores, encontro e reencontro coisas que me apetece ouvir em loop.

É assim o caso de Jorge Ben Jor, a quem inclusive os Sepultura já foram buscar inspiração e o Rod Stewart também, embora este último o tenha feito pela porta do cavalo e depois teve de ir ao castigo (para os curiosos, vejam o Do ya think i'm sexy e o Taj Mahal do tio Jorge e percebem o porquê).

Há muito mais para além do Chove Chuva ou o Mas que Nada, basta querer encontrar. Esta, por exemplo, tem rodado à bruta.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.