24.7.12

Um mundo de fantasias desfocadas


Um tipo sai para correr para aí às 7.15 da manhã. Cruza-se com um total de cinco pessoas no jardim em que faz os seus 30/40 minutos da praxe. Uma delas é uma tipa habitué a esta hora, com os kits todos modernos da corrida e com a qual troca sempre um “Bom dia” de atletas matinais, outros dois são um casal de meia idade a tentar fazer algum exercício, há ainda um gajo que parece tentar ser mais rápido do que o ataque cardíaco que vem atrás dele e finalmente um gajo alto que corre descontraidamente no relax. Como é que eu sei que ele ia descontraidamente no relax? Porque só assim é que um gajo consegue ir com um sorriso Colgate que se vê a 300 metros de distância.

O que é que isto tem a ver com fantasia?

Nada.

Essa tem a ver com o regresso ao meu prédio e ao argumento de filmes de quinta categoria. Nestes, um tipo suado depois de ter feito exercício cruza-se com uma vizinha sexy de robe que lhe gaba a condição física e lhe faz uma qualquer alusão dúbia sobre qualquer dia lhe ter que mostrar que está em forma.

Na realidade, um tipo suado depois de ter feito exercício cruza-se com uma vizinha com 80 anos de robe que lhe gaba a condição física e lhe faz uma referência directa sobre lhe mostrar que está em forma e acartar com o caixote do lixo para dentro do prédio.

É por isso que eu gue eu gosto da realidade, os clichés têm sempre um sabor diferente.

2 comentários:

  1. Bem, sempre é melhor que fantasiares com o tipo do sorriso que se vê a 300 metros, ahahah

    ResponderEliminar
  2. eu ao ler este post, relembro que desde o inicio da semana fantasio com acordar ás 7.15 para correr, mas está difícil :(

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.