25.7.12

Esquina das lamentações


Há no Saldanha uma esquina, junto à saída do Metro, que tem uma particularidade muito interessante. Sendo um ponto de passagem que cruzo com regularidade reparei que, ao fim da tarde, invariavelmente está lá alguém a lamentar-se ao telemóvel.

No triângulo que fica entre a mota dos gelados, o BES e o Metro, há sempre quem tenha aí uma (ou várias) palavra a dizer. Não consigo explicar a razão, embora o óbvio seja o “Não quero ir berrar para o Metro”. Coisa que faz pleno sentido, já que com o bom tempo é bem melhor berrar lá fora.

Nos últimos dias tomei a liberdade de apontar mentalmente três excertos de lamentações a que assisti e que provam que, nesse aspecto, o que nos falta em criatividade compensamos em cordas vocais e falta de discernimento.

Situação A (senhora bem composta possivelmente ligada à consultoria, anda de um lado para o outro, tipo tigre na jaula)

“Eu já lhe disse que não gosto de sushi (o tom de voz vai aumentando)…Não está a perceber pois não. N-Ã-O GOSTO de sushi e quero lá saber que seja o seu irmão. Se ele fosse educado, teria pensado em toda a gente, e não em encher a barriga, que já de si está cheia…”
Ironia A – Não gostar de sushi não implica não gostar de peixeirada.

Situação B (tipo que, mesmo usando gravata, não disfarça uma certa mitrice latente)

“Ó morrr, foi sem querer…então moorrr, não digas isso…. Nem sabia que era tua prima morrr….. Mas então mor, dá para passar aí depois de jantar? Antes não mor, então eu tenho futebol com a malta lá do bairro…. Ó mor…não digas isso. Môrrr? Môorr? F!$$”%#-se, desligou cabra do car#””$%o”.
Ironia B – Ri melhor o mor que desliga primeiro.

Situação C (gaja móderna, não hipster, mas móderna, sem medo de assumir a pastilha que mastiga)

“…Faz o jantar porra, ouve o que eu te digo….Mas fdx, brincamos, estou a falar com uma parede? Já te disse, faz o jantar, que a miúda não pode ficar sem comer…E tu comes o quê? Olha, come m@rdas, que é o que essa conversa é…Não, não, não estou a ser estúpida, mas ouve bem…FAZ O JANTAR…”
Ironia C – Mesmo que não te apeteça jantar, às vezes tens de comer com os outros.

3 comentários:

  1. ahahahahahah
    Mitrice. Adorei a mitrice

    ResponderEliminar
  2. Pensava que essa esquina era mais "bemzoca"... :-DDDDDDD muuuuuuuuuito bom!

    ResponderEliminar
  3. os teus flashs do quotidiana lembram-me "os normais"...é risada pegada e pura

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.