2.7.12

Então e agora?

- Agora? Agora sorrimos sem nos preocuparmos com o porquê, vamos lá fora sentir a brisa que corre e vamos pensar como seria se ela nos fizesse voar por cima desta cidade que conhecemos de olhos fechados.


- ...Amigo, não percebi porra nenhuma do que está para aí a dizer. Os frangos ainda demoram dez minutos a assar. Quando lhe perguntei "E agora?" era para saber se quer esperar ou não....




Não há lirismo numa casa de frangos. Por outro lado, pouca é a prosa que nos mata a fome de frango no churrasco. São as vicissitudes da vida.

4 comentários:

  1. a ausência de lirismo é proporcional ao carvão aceso que assa os frangos. Será do calor? Não sei

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Já não vou a essa a algum tempo. Creio que a última em que passei é mais perto de Belém ;)

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.