9.7.12

Duetos improváveis – eu e vocês


Em tempos houve quem me chamasse palavroso, por às vezes ter um carinho especial em dizer em dez palavras o que posso dizer em três. Não querendo deitar esse talento à rua, mas querendo arranjar alguém com quem partilhar as culpas, eis o que me proponho a fazer:

Duetos improváveis – com quem estiver desse lado e achar que a coisa faz tão pouco sentido que é capaz de ser interessante.

Como vai funcionar?

Fácil, vocês enviam-me até 50 palavras (vulgo mais ou menos três linhas), dispostas de forma coerente, assim do género uma frase e já nem digo criativa porque não estou a oferecer bilhetes para festivais nem kits de beleza. Podem fazê-lo para o mail através do qual normalmente me insultam e me tentam vender medicamentos para influenciar a minha anatomia (mak.omau@gmail.com).

E eu?

Eu vou completar essas frases com mais 50 palavras da minha autoria ou, caso escrevam menos do que isso, com as palavras necessárias para o texto ter 100 palavras.

Porquê 100 palavras?
(rufam os tambores)

Para que, seja qual for a qualidade do texto final, todos os duetos improváveis deixem as pessoas 100 palavras.

(rufos param e o público abandona o blog)

Deadline de inscrição: Amanhã ao fim do dia
Nota: Não ponham o vosso texto na caixa de comentários. Essa está reservada para fingir que me interesso pelo que têm a dizer.

Porque é que eu estou a fazer isso?
Porque posso ou, porque a minha falta de bom senso não tem fundo, porque poço.

10 comentários:

  1. hã, hã, vou mesmo enviar-te um mail do meu email (necessariamente o pessoal, porque não tenho pachorra para ter um tipo theoldswitcheroo@gmail.com)...pensas que teus leitores samos parvos o suficiente para fazermos isso e depois tu ficares com os nossos emails e poderes vender a uma empresa dessas que negoceia bases de dados, nã, nã meu menino.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Damn, odeio quando as pessoas descobrem o meu maquiavélico plano de criar um blog e alimentá-lo durante vários anos, só para um dia começar a sacar emails verdadeiros às pessoas.

      Eliminar
  2. E agora? Eu quero participar (como não?), mas se estivesse capaz de escrever 50 palavras de seguida actualizava o meu blog...;)
    A ver vamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 50 é o máximo, diria que 4 ou 5 é o mínimo, salvo erro o Hemingway já fez histórias com esse número de palavras e não tinha um blog.

      Eliminar
  3. A questão é... ainda vou a tempo? (bolas, que a dealine era pIquena)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A porta está sempre aberta, basta usar o mail :)

      Eliminar
  4. A questão é: Ainda vou a tempo? (bolas, que a deadline era pIquena!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com gralha ou sem gralha, a primeira resposta é válida :)

      Eliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.