23.7.12

Dueto com o coração na ponta dos dedos



Tenho um problema. Há quem tenha o coração ao pé da boca: articulam a fala pelos sentimentos. Eu… Tenho o coração na ponta dos dedos: problemático para quem tem uma arma na mão.
Disseram-me que a operação não era complicada.
Iriam tirar-me, um por um, todos os pedaços do coração que tenho na ponta dos dedos e voltar a colocá-los, todos juntos, no sítio certo. 
Não vai doer, disseram, o perigo quase não existe.
Não disseram mais nada, pois disparei antes que voltassem a falar. Se é para viver, vivo como sou. Não morrerei a tentar deixar de o ser.

Cheers Ricardo. 


 100 palavras : 2 pessoas = Duetos improváveis plenos de falta de sentido.

5 comentários:

  1. Muito bom. As palavras exactas - no sentido de quantidade - para se escrever um texto que se basta.

    ResponderEliminar
  2. Muito bom, até agora é talvez o meu preferido.
    O que é dizer muito porque tenho gostado de todos!

    ResponderEliminar
  3. Muito bom. Até agora o meu preferido!

    ResponderEliminar
  4. Ora aqui está a prova do meu bom gosto na escolha das minhas paixões platónicas blogosféricas.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.