25.5.12

O roteiro dos últimos dias


Embora este título soe ligeiramente a seita religiosa, serve apenas como pequeno mapa para dar a conhecer por onde tenho andado nos últimos dias. De um ponto de vista simplista, podia dizer as coisas deste modo:

Andei por Angola.
Andei por Paris.
Andei a olhar o Tejo de cima para baixo.
Andei até por Leiria.

No entanto, não fui eu que viajei, mas sim aquilo que escrevo e devo dizer que as minhas palavras tendem a ser bastante mais viajadas do que eu, pelo menos na conjuntura actual. Não me chateia muito, mas às vezes fica uma pontinha de inveja. Então um tipo cria mundos e fundos, tem o poder de ter um mundo por baixo do teclado ou na ponta da caneta e depois, com sorte, orienta uma viagem até à Trafaria ou à Brandoa.

Portanto, hoje vou tirar as mãos do teclado, deixar a ficção e a profissão de molho e capitalizar no mundo real. Nem que seja em Fernão Ferro.

1 comentário:

  1. Eu já estou verdadeiramente em síndrome de abstinência de viagens. Já passou mais de um ano desde a última e dou por mim a desesperar por novos destinos. Capitalizar no mundo imaginário e rumar onde a caneta me levasse não seria certamente destino para mim, até porque a fúria chegaria ao papel e faria com que ele fosse um local inóspito para produzir.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.