20.4.12

Quem não quer ser bobo...

A normalidade, ao contrário do que muita gente pode julgar, não é uma doença. Por isso, se és normal experimenta rodear-te de anormais, se possível no bom sentido mas se não houver disso ficas com os que estiverem disponíveis.

Aí, terás duas escolhas: ou és tu próprio e distingues-te normalmente por aquilo que és ou então tentas ser um deles e não só não serás como eles como também não serás tu, resultando num normal anormal que não agrada a ninguém, começando por ti.


Há uma terceira possibilidade, és normal mas pediste roupa emprestada às pessoas erradas para ir a uma festa. E elas, pouco normais, disseram ao olhar para ti “Estás bem assim”.

7 comentários:

  1. obrigada: rebentaste com a imagem que tinha do Sting!!

    ResponderEliminar
  2. Não pode ser o Sting. Não pode.

    ResponderEliminar
  3. A terceira possibilidade é a mais provável. :|

    ResponderEliminar
  4. Faz-me um bocado de comichão a questão de agora alguém ter que ser, digamos, original, para ser considerado. É como com a questão dos gay...

    ResponderEliminar
  5. @ Força - Eu não rebentei nada, ele é que exagerou um pouco no pesseguinho no rosto.

    @POC - Creio que isso foi o que a Lady Gaga estava a pensar...

    @ Aflito - È o que dá ter vida social e confiar nas pessoas.

    @ Vic - Ou se é ou não se é, naturalmente. Caso contrário só com receita médica.

    ResponderEliminar
  6. Sempre tive dificuldade em decifrar o que o Sting diz quando canta, mas até gostava do tipo...

    ResponderEliminar
  7. Parece a Lady Betty :/

    (ainda tenho q provar ñ ser robô)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.