29.3.12

O risco de um gajo ver o Extreme Makeover

Levantei-me ainda meio abananado. Decidi que o que era preciso era um pequeno almoço à homem para me redimir.

Não havia líquido para desentupir canos, tive de beber um copo da limonada mais ácida que consegui fazer. Reparei depois que não eram limões, mas sim cebolas o que tinha espremido.

Comi um naco de carne seca que por ali andava na cozinha. O cão quase não se queixou do bocado que lhe tirei à pata traseira.

Para terminar um batido, despejando o que havia no lixo na centrifugadora e misturando com leite. Infelizmente não havia azedo. Os olhos de peixe dão uma consistência estranha aos batidos.

Senti-me melhor, sentindo-me mal. A coisa eventualmente iria ao lugar.

Agora ver o Extreme Makeover Home Edition e quase derramar uma lagriminha antes de deitar, isso é que não. Não me apanham mais a fazer misturas dessas.

1 comentário:

  1. Já dei por mim a trautear o "Driver, move that Bus" com as famílias, mais vezes do que tenho coragem de admitir. :)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.