11.2.12

A elegância de caminhar à beira do precipício

Se caíres vão dizer que eras assim, destemido, aventureiro, uma alma livre, talvez frágil, mas forte no desejo e na intensidade com que deste cada passo rumo a um destino que nunca quiseste traçar para além da passada seguinte.

Se não caíres vão dizer que és inconsciente, que pões em causa o que é certo pelo fascínio de uma incerteza que nunca conhecerás realmente, porque simplesmente não és assim. A cada passo que dás questionas cada passo que deste e se o fazes junto ao precipício é apenas uma e outra vez para voltares para trás.


Segundo a estatística, 78% das pessoas que caminharam à beira de precipícios e caíram sentiram-se lisonjeadas por este texto.

5 comentários:

  1. Eu cá não sei, mas quando li o post achei exactamente o contrário. Depois percebi que provavelmente depende da altura do precipício, se caíres e não morreres e ficares só estropiado "estava-se mesmo a ver, põe-se com aventuras, mania que são aventureiros, que são os maiores, depois é o que dá..", se por outro lado não caíres: "Eu sabia que tu conseguias, tinhas essa grande força interior e não te amedrontaste, enfrentaste o precipício e venceste!!Eu sabia!!"... eu não sei porquê, vi o filme assim...

    ResponderEliminar
  2. Se uma pessoa quiser vencer, vence.

    ResponderEliminar
  3. O truque está em deixar isto o mais vago possível, estilo horóscopo. Assim qualquer pessoa pode retirar as ilações que lhe fizerem mais sentido.

    Pelo menos foi o que me disse o tipo que escreveu isto...

    ResponderEliminar
  4. Eu pertenço aos 78% e não acho o texto tão ambíguo como dizem. Será que o autor o escreveu com essa intenção? ???

    ResponderEliminar
  5. Bem, se isto fosse para avaliar como uma peça literária de referência, que não o é, o intuito de provocar uma reacção partiria obviamente de quem escreve. No entanto, a forma como uma pessoa se identifica (ou não) com o que está escrito parte de quem lê.

    Como tal, qualquer leitura pode ser interpretada como correcta :)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.