2.8.11

500

Assusta-me a enormidade dos números grandes. De quem se escuda nas quantidades para impor respeito e assustar gente que, como eu, cai na normalidade de lidar com números normais no seu quotidiano.

Não é uma questão que vive unicamente do gigantismo de muitos dígitos, é o peso que se lhe dá o contexto.

“Foi um casamento com oitocentas pessoas”

“A tua prima pesa para ai 128kgs”

“Cheguei à praia e estavam lá para cima dez mil pessoas.”

“Vão ser despedidas cinco pessoas no mês que vem.”

“Discursou durante duas horas”

“Este sofá custou 3000€”

“Partiu-lhe sete dentes com uma marrada”

Educadamente, digiro os números que me servem, nas quantidades em que me desejam servir. Afinal de contas, o prazer é deles, a elegância é minha.

Assusto-me sem no entanto fazer dos números papões, porque os pobres do números não têm a culpa, há até quem os defina como simpáticos. Assusta sim quem os usa à bruta.

E hoje foi a minha vez de ser bruto, ao ver que cheguei às 500 páginas no documento Word em que guardo 99% das coisas que aqui publico.

“500” disse eu.

“Que animal” respondi-me.

E ao tentar voltar-me as costas a mim mesmo e não ligar muito ao que digo dei um jeito nas costas.

6 comentários:

  1. Inquieta-me qual a dimensão do jeito que deste às costas: foi um simples rodar de 2 graus ou deste uma volta de 180 graus com mortal encarpado à retaguarda?

    ResponderEliminar
  2. E como te compreendo. E quando são números modestos e temos que fazer deles algo grandioso? Vejo-me obrigada a concordar contigo, facto que constitui um indício de um desequilíbrio mental.

    ResponderEliminar
  3. Todos os números são interessantes (e isso digo eu que trabalho com números...) e quando são redondinhos mais interessantes ficam...
    (ok, não venham as más línguas dizer que ainda não me saiu da cabeça o post que escrevi ontem... lol)

    O que é certo é que o que não é nada interessante é o jeito que deste nas costas. Não me digas que estavas mas era a treinar uma vénia a ti mesmo em frente ao espelho...!
    (hehehe)

    As tuas rápidas melhoras :)

    ResponderEliminar
  4. @Julie - A miuda do Exorcista coraria de inveja se me tivesse visto, embora seja eu quem a inveja pela sua voz rouca.

    @Miss - O Roi pode ser lixado quando só se liga aos números ;)

    @Orquídea - Nunca faço figura de parvo em frente ao espelho. Odeio o ar de censura do gajo do outro lado.

    ResponderEliminar
  5. Uma fisioterapeuta ao seu dispor.

    ResponderEliminar
  6. Categoria, é bom saber esse tipo de informações, especialmente do ponto de vista de quem pretende correr uma maratona em Dezembro ;)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.