13.7.11

Aquela história de um gajo ser aquilo que come...

Comigo não é bem assim.

Creio que sou mais aquilo que escrevo, por mais estranho que isso pareça de engolir.

Deve ser por me rever mais no conteúdo da minha escrita do que no do meu estômago.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.