17.2.11

A 1ª fila do cinema é para totós

Desde petiz que gosto de ir para as últimas filas da sala de cinema, algo que nas bilheteiras hoje em dia, já marmanjão, expresso através do gentil pedido “O mais atrás e ao centro que possível, se faz favor”. E, quando não é possível, tudo o que é do meio da sala para a frente não me interessa e a selvajaria, quando não há lugares marcados, só é enfrentada com a garantia de que, mesmo que tenham que ser aviados mulheres, crianças e idosos, eu fico onde quero. Junto a isto a opinião bastante vincada que as salas de cinema, não fossem hoje em dia latas de sardinha para rentabilizar, deviam para aí menos 4 ou 5 filas à frente.

Daí que o último (e primeiro, creio eu) filme que vi na primeira fila de um cinema devesse ser memorável, um épico que de tanto querer ver me fez superar convicções e abstrair-me de tudo para o ver.

Pois que a coisa não se passou bem assim.

Podia desculpar-me que não fui eu que comprei os bilhetes, que tinha bebido laranjada à mais e não estava na plenitude das minhas capacidades mas a verdade é que eu depositava muitas esperanças nas Tartarugas Ninja.

Para dizer a verdade, não achava que fossem mudar o mundo, mas o conceito de ninja associado a um bicho lento couraçado que come pizza, um rato sensei e um vilão com um capacete metalizado e uma capa mexe com o imaginário de qualquer criança que ainda não tenha definido um exigente padrão cinéfilo. Além disso, através delas aprendíamos também muito sobre alguns dos grandes mestres italianos

Hoje em dia, tudo me parece mau e o conceito de animação infantil passada no esgoto, com seres que parecem sabonetes gigantes versados em artes marciais, quase que me faz chorar.

Mas, naquele dia, qual jogo de ténis, segui atentamente os feitos da bicharada mutante e até bati palmas, tudo isto na malfadada primeira fila, por norma reservada para totós.

Qual é o interesse disto?

Bem, mais vale admiti-lo agora do que ver esta informação confidencial ser utilizada contra mim lá mais à frente, quando eu ombrear com os maiores no píncaros da fama.

1 comentário:

  1. Eu vi o Fight Club na 1ª fila. Por motivos diferentes também desaconselho.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.