31.1.11

O Panda que é segurança


Não é novidade mas, após anos e anos de convívio à distância com este produto, o spot de rádio que ouvi hoje foi a gota de água. Meus amigos, não é possível convencerem-me que “Panda” é um bom nome para um anti vírus – um panda será bom para enfeitar árvores de Natal, para peúgas fofinhas, para enviar em vídeos para impressionar amiguinhas cor de rosa, mas não me parece grande espiga para inspirar confiança na luta contra o império do mal das viroses informáticas.

Kaspersky? McAfee? SafeGuard? Norton? AVG? Com um nome de senhor estrangeiro ou um termo técnico, um gajo até pode ser enganado e levado a pensar “Sim senhor, certamente que o senhor Norton é gajo para perceber umas coisas sobre o mundo negro da internet e o Agente Kaspersky, vindo da Bielorrúsia de baixo, também não lhe fica atrás”.

Agora, o Panda? Ah, tenho o computador todo infectado, só consigo clicar no Enter e ver imagens da Madre Teresa em lingerie...vou já chamar o...Panda. Qualidade do produto à parte (com os anos que leva, alguma coisa deve fazer bem), a ideia do Panda a fazer o trabalho que um comum mortal não consegue, só por si é embaraçosa.

Então, já limpaste o computador?

Já...

Chamaste um técnico ou bastou algum programa?

Foi....(baixinho) o Panda...

Ah....(expressão desconfiada de quem vê o índice de fofinhice a aumentar)

Panda é Panda, seja em que país for. Não é Tiger, Snake nem Dragon, é meio caminho andado para um tipo perder a sua masculinidade e a seguir a usar esse anti-vírus ser visto em casa não só a usar pegas de cozinha, como também um avental Hello Kitty.

Ainda se fosse, Bloody Panda, Demon Panda, a coisa ficaria meio banda desenhada japonesa e aí já sabe que no meio do fofinho os gajos arranjam sempre maneira de meter cowboyada, regabofe e porrada pelo meio.

Agora assim...antes deixar o computador ser consumido até ao tutano pelo vírus “I Love Carrie Bradshaw” do que deixar um Panda fazer o trabalho por mim.

4 comentários:

  1. Na verdade o panda é um bicho bastante violento se o irritares, pelo que a comparação com a Hello Kitty é para lá de injusta. (na verdade qualquer comparação com a HK é ofensiva)
    Em todo o caso talvez não fosse má ideia adoptarem o Kung-fu panda como embaixador da marca (digo eu, que não vi o filme).

    ResponderEliminar
  2. Olha que os pandas são lixados! Nunca digas NÃO a um Panda!
    http://www.youtube.com/watch?v=X21mJh6j9i4

    ResponderEliminar
  3. Já conheço esse Panda egípcio há algum tempo. Se calhar dava-lhes jeito agora para ajudar a acalmar as coisas ;)

    ResponderEliminar
  4. O panda é giríssimo... pode até nem proteger dos vírus, para só o item é amoroso.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.