17.1.11

O dia em que as reuniões morreram

Se eu mandasse, tipo no mundo inteiro, as reuniões teriam as horas contadas. Primeiro que tudo, o sentido figurativo da frase seria o que mais agradaria ver concretizado, acabando comigo a olhar distraidamente para as páginas da Necrologia de um qualquer jornal, vendo um quadradinho rodeado a negro:

Reunião

(Tempos imemoriais – 2011)

Um bando de gajos com pouco que fazer anuncia, com alguma saudade, o seu desaparecimento após improdutividade prolongada.

Não podendo reunir para falar sobre este acontecimento, aproveita a ocasião para dizer que que as mesmas deixam um espaço vazio na agenda que dificilmente poderá ser preenchido com a mesma qualidade de catering

A sua família – conference calls, brainstormings da Silva, pequeno corporate get together, ligeiro work in progress catch up, debate ongoing e troca de impressões, entre outros, gostariam de estar presentes mas, infelizmente, estão a ser aquilo que são e por isso não têm tempo.

Não haverá câmara ardente, mas haverá um plenário da câmara em sua honra.

Este grupo de gajos com pouco que fazer, mas empenhados em demonstrar o muito que faziam em reuniões, gostaria de deixar algumas palavras sobre as decisões que foram tomadas e que ficam connosco, agora que as reuniões nos deixaram.

Infelizmente, entre gracejos de ocasião, comparação de novos telemóveis, intervenções sobre as últimas e as próximas férias e argumentos sobre semântica colateral, não se lembram de ter tomado uma qualquer decisão que não implicasse reunir novamente.

Sendo assim, fica agendada uma última homenagem à reunião, depois do cortejo fúnebre, em que esse mesmo bando de gajos irá juntar-se para tentar perceber o que vão fazer agora ou agendar um novo encontro, para depois decidir.

PS – Não sendo possível, já me contento em ter o sentido literal da frase, reuniões com horas contadas ou, se possível, minutos, tipo 23 no máximo.

3 comentários:

  1. Hummmm....
    Não sei se seria boa ideia acabar com as ditas...
    Se assim fosse que desculpa arranjarias quando precisasses de uma desculpa?
    Já não poderias dizer: «desculpa pelo atraso, mas estive em reunião até agora...»

    ResponderEliminar
  2. Apoiado! Eu voto no Mak o Mau para mandar, tipo no mundo inteiro!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.