13.12.10

Os filmes de terror e os mariquinhas pé de salsa


Vou aproveitar que tenho aqui dois minutos e vinte sete segundos livres para dizer uma coisa – gosto de filmes de terror, de filmes de zombies (Manoel de Oliveira not included) e filmes que têm que ver com o sobrenatural (tirando banhadas de vampiros e monstros fofos que só precisam de alguém para amar).

Como me sobrou um minuto e quarenta e nove segundos, aproveito ainda para uma palavrinha sobre os mariquinhas pé de salsa que não gostam do género porque mete medo, faz impressão ou não gostam de ver coisas esquisitas.

Eu que vos apanhe a ver noticiários onde o estropiado e o mutilado convivem com as batatas assadas do jantar, onde as explosões, os atentados e os acidentes com tudo calcinado ficam algures entre o “passa o sal” e o conforto do sofá do lar.

É que o terror ficcionado deixa-me o conforto de ser aquilo que é e nada de mais. Já os horrores reais que passam na televisão metem-me medo, não só por serem aquilo que são, como por mostrarem um bocado daquilo que podemos ser.

É por isso que evito noticiários em que o sangue e a miséria escorrem da televisão. Para tomar um banho de realidade prefiro sair à rua.

7 comentários:

  1. Olha, eu nem uma coisa nem outra. Não consigo ver filmes de terror - quem tem cú tem medo já dizia o povo e embora o meu medo seja bem maior do que a meu traseiro, também não é difícil - nem desgraçadinhos da vida real.

    ResponderEliminar
  2. Pois, eu e os filmes de terror já nos demos melhor numa outra vida. Agora, para dizer a verdade, não consigo ver. Para terror já me chega a realidade, mas também não a vejo nas imagens dos telejornais e companhia. Prefiro as comédias, que às vezes também são terríveis... :)
    (Isto se descontarmos os vampiros e os zombies das séries de TV que metem menos medo que o caniche da minha vizinha.)

    ResponderEliminar
  3. Já fui dada a filmes de terror, mas passou-me. E não podia concordar mais contigo, quanto aos noticiários. Aliás nem percebo bem qual é a ideia de algumas imagens, não é que precise de viver numa bolha, mas muitas são demasiado gratuitas e não lhes entendo a real utilidade, talvez a banalização de coisas que nunca deveriam ser vulgares.

    ResponderEliminar
  4. Mariquinhas pé de salsa me confesso!
    Detesto filmes de terror, reais ou fictícios incomodam-me.
    Concordo plenamente com a opinião acerca dos noticiários, acho que já deveriam ter bolinha vermelha no canto superior direito!

    (e adorei a ilustração escolhida ;) )

    ResponderEliminar
  5. A TVI é realmente um terror... é só mortes e dramas e choradinhos e sei lá mais que tragédias.

    ResponderEliminar
  6. A imagem é apropriada ao tema do post (terror)... ;)

    ResponderEliminar
  7. eu sou medricas mas não vejo o telejornal. e também tenho algum medo da manuela. estou safa?

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.