4.11.10

Metáfora visual de final do dia




Caso digiram metáforas visuais tão mal como eu digiro pimentos, atentem a isto:

Definição proverbial, com toque de “Avô Cantigas” - Às vezes, arrastamo-nos pelo dia qual tartarugas, vergados ao peso dos acontecimentos e de um destino que não nos satisfaz.

Definição factual, com toque de “Avô, mete as cantigas na regueifa” – Da próxima vez que pensares em armar-te em pilar de uma causa qualquer, certifica-te que não viras as costas ao pilar.

Meditem nisso, embalados por um incenso de “Boa Sorte, Fortuna e Roupa suada”.

Eu agora não posso, que vou ali ao Dafundo.

4 comentários:

  1. Estou a ficar viciada nestes momentos "já agora, valia a pena pesnsar nisto".

    ResponderEliminar
  2. Bem bonito, o pensamento.
    Mas de onde é o dito pilar? (interesse meramente científico)

    ResponderEliminar
  3. Estou a ir a um imaginário fotográfico recorrente (ver foto do post abaixo e respectiva caixa de comentários).

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.