15.9.10

Piadas que eu ouvia quando era um puto

Não sei se as piadas têm prazo de validade, embora desconfie que para certos humoristas esse prazo existe. É uma espécie de indicativo não linear que uma coisa pode, ou não, deixar de ter piada com o passar do tempo.

Existem piadas intemporais, mas existem também piadas que vão desaparecendo do mapa com o avançar dos anos. Lembrei-me disso a propósito de uma que uma velhota repetia incessantemente, cada vez que eu calhava a vê-la na padaria lá do bairro.

"Ó Sr. Simões, as migalhas pagam-se?"
"Não Dona Aurora, as migalhas ofereço eu."
"Então esmigalhe-me aí meia dúzia de papo secos e uma madalena para o lanche."


Onde está a graça?
Deve estar em casa, a lavar a loiça...


Desculpem, mas não desisti a terminar em dose dupla de piada já expirada.

9 comentários:

  1. Quase tão má quanto perguntar ao homem do talho se ele tem pés de porco. Ao que normalmente, ele responde que sim. E o palhaço de serviço diz: "coitado, deve-lhe custar a andar comó caraças!!)

    (Por acaso não conhecia a das migalhas.)

    ResponderEliminar
  2. Deve estar em casa a lavar a loiça... lindo. :P

    ResponderEliminar
  3. Piadas do tempo em que não havia máquinas de lavar loiça ;-)

    ResponderEliminar
  4. A última é uma piada machista. Vou denunciar este blogue à comissão da vigilância do politicamente correcto.
    Afinal, também sou má.

    ResponderEliminar
  5. XIIIIIIIIIIIIIII........há quanto tempo......

    ResponderEliminar
  6. (ao telefone) - É da casa do Sr. Leão?

    - Não!

    - Ai! desculpe enganei-me na jaula...

    (É por estas e por outras que este país não anda para a frente!!!)

    ResponderEliminar
  7. - Sr. do talho, tem focinho de porco?
    - Tenho
    - Então ronque

    ResponderEliminar
  8. Onde está a graça??
    Falha na resposta: a graça está na praça!
    Essa, sim, é velha!

    ResponderEliminar
  9. Que horas são?
    horas de comer pão


    (WTF???)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.