24.9.10

O amigo do bitoque


Pausa no Makcedário para falar de um amigo em comum que, traço geral, boa parte de nós tem. A referência aqui é factualmente alimentar, mas tem também uma perspectiva metafórica, que fica sempre bem à sexta feira.

Falo eu do amigo do bitoque. Não, não é um amigo que é um bitoque. O amigo do bitoque é a pessoa que se destaca, em termos de excelência gastronómica, pela sua constância na escolha do repasto. O cardápio mais vasto, a ementa mais diversificada e sedutora, quer pelos seus acepipes exóticos, quer pela qualidade de inúmeros pratos, são apenas um passo a mais, um atraso formal que antecede a costumeira frase “Para mim é um bitoque, se faz favor”.

Aversos à mudança e ao pós-modernismo, traço geral o amigo do bitoque contorce-se perante convívios agendados para antros como japoneses, indianos ou vegetarianos. “Eu vou lá ter depois”, “Não pode ser num sítio mais tradicional” e “Epá, não me dou nada bem com isso” são respostas a esse tipo de convites, por parte deste nosso amigo.

No entanto, muitas vezes, o amigo do bitoque tem uma certa sensibilidade em relação ao apontar da sua condição de bitoquiano recorrente. “Mas tu comes sempre bitoque?” é uma pergunta a evitar quando essa condição é detectada, pois à mesma segue-se uma cara ofendida e a enunciação de um ror de pratos de que também gosta muito, mas os quais só degusta no sítio X, em casa da avó, feitos pela mãezinha and so on.

Nem sempre é bonito ver um amigo do bitoque em negação.

A razão de ser do amigo do bitoque nem sempre é visível. Pode advir de factos tão diversos como uma mãezinha protectora, um estômago desconfiado, aversão ao desconhecido ou até à bitocófilia, uma condição clínica muito pouco investigada.

Seja como for, nem tudo são adversidades entre os amigos do bitoque. Graças a eles, o mundo desse tradicional repasto tem outro glamour e, desde escalas, que avaliam precisamente o equilíbrio entre bife, batatas, ovo e arroz, debates sobre se a salada faz ou não parte do prato e a condição necessária para declarar um ovo estrelado perfeito, muitos outros feitos lhes são devidos.

Pode não haver consenso sobre se a melhor batata frita é às rodelas ou em palito, se os pickles são uma invenção do demo ou se o pão se molha no ovo ou nem por isso, mas nunca ninguém duvidará de um conselho de um amigo do bitoque em relação à escolha de uma boa casa para degustar o mesmo.

Amigo do bitoque, posso por vezes achar-te demasiado conservador e gastronomicamente monótono, mas admiro a tua persistência. E isso, dá um (bi)toque especial à nossa amizade.

7 comentários:

  1. Mak, eu sou uma amiga do bitoque. E não é uma questão de persistência ou aversão ao desconhecido.
    Escolhe-se o bitoque, quando nos apetece o ovo a cavalo, quando não nos apetece largar a nota ou quando o resto do menu não nos soa.
    No bitoque não podem falhar, caramba. É o derradeiro teste de todo o circuito gastronómico.

    Quem falha no bitoque, não é digno de ser chamado gente.

    Ass.: Éme Ponto

    União dos Amigos do Bitoque Com Ovo Mal Passado.

    ResponderEliminar
  2. Eu sou um desses companheiros do bitoque. Consigo degustar um bitoque até no local mais improvável, restaurante chinês, por exemplo.
    E ainda digo mais, nunca me afastei mais de 10km de casa, com medo que não existam bitoques no meu destino e que tenham acabado perto de casa, aquando do meu regresso.
    Não sei se serei um amigo do bitoque, mas por certo o bitoque é meu amigo.

    ResponderEliminar
  3. O amigo do bitoque é sempre uma pessoa fiel, de princípios bem enraizados, que não precisa de andar sempre a experimentar coisas novas, para saber do que gosta.

    O bitoque ou, cá no norte prego, é um definidor de personalidade.

    Belíssima dissertação sobre o mesmo!

    ResponderEliminar
  4. "Nem sempre é bonito ver um amigo do bitoque em negação." :D muito bom!

    ResponderEliminar
  5. O meu namorado é amigo de um familiar do bitoque, que é o prego na caçarola! Come sempre aquilo, onde quer que haja! Às vezes varia para bife com cogumelos. lol

    ResponderEliminar
  6. Amizade ao bitoque mesmo de longe, aqui em Toronto a Familia junta-se td e decide ir almocar fora para comemorar o dia da mae, aonde vamos aonde nao vamos, e ficamo-nos pelo melhor sitio aonde fazem bitoques bons aqui na zona, chega a hora de fazer a ordem, ja escolheram disse a empregada, ja sim 12 bitoques....
    ja estamos a planear a proxima saida e pra onde sera??? First Choice (o melhor sitio pra comer BItoque aqui na area)
    Catia

    ResponderEliminar
  7. É tão bom aterrar em Lisboa e ir almoçar um bitoque! Tastes like home :-)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.