2.9.10

Checklist da praia

Quando se trata de ir à praia, a maior parte das pessoas ligeiramente normais faz-se acompanhar de um conjunto de coisas que lhe parecem adequadas para esse fim. Tal não se aplica ao grupo de pessoas que se limita a acordar na praia, sem a mínima noção do que se passou na noite anterior e uma tatuagem nova a dizer "Berlengas Forever" numa parte algo recôndita da sua anatomia.

Para desespero de alguns de vocês, a minha checklist não inclui uma geleira azul e uma cadeira do reformado. Mas, a título de exemplo, traço geral, eis o que levei hoje até às belas areias da costa de Portugal:

- Chapéu de sol (não gosto de viver na sombra dos outros, por isso levo sempre a minha)

- Livro de craveira (mesmo que não seja, que o pareça ao longe e tenha tamanho suficiente para caber o jornal desportivo dobradinho lá escondido)

- Garrafa de 1,5l água, mas só porque é mais fácil enchê-la de vinho e colocá-la na mochila do que levar o garrafão.

- Miúda de bom porte atlético (não só ajuda quando o livro não é grande coisa, como contribui para bons exercício de postura e fanfarronice. Contratempo - funciona como íman de senegaleses).

- Baralho de cartas (é muito mais fácil explicar as regras do strip poker na praia, em poucos passos).

- Tampões para os ouvidos (não por ter uma relação conturbada com a água, mas sim com telemóveis que funcionam como os saudosos tijolos).

- Calções suplentes (podem não haver tubarões nas redondezas, mas há rasgões que a ciência desconhece...)

- Bengala e óculos escuros (é fantástico aquilo que se descobre, quando as pessoas pensam que o tipo deitado a 3 metros é ceguinho).

- Raquetes (não sendo tão cool como o surf ou pós-modernas como o frisbee, as raquetes permitem no entanto maravilhar a audiência, especialmente depois de umas horas a usar a bengala e os óculos).

O resto é tão trivial como muito provavelmente foi o vosso dia hoje.

15 comentários:

  1. mau, lindo!! "rasgões que a ciência desconhece".

    seu machista, porcalhão

    ResponderEliminar
  2. Vamos lá a ver a quem é que se chama "Lindo" aqui, hein...

    ResponderEliminar
  3. Então e o protector solar?! Olha que é muito importante, porque se não o ceguinho vai com escaldão para casa.

    ResponderEliminar
  4. Faz parte do trivial, assim como a toalha e o boné do Correio da Manhã...

    ResponderEliminar
  5. Tens noção de que pareces um totó, certo?

    ResponderEliminar
  6. O truque é parecer. O pior é ser e não ter a noção...

    ResponderEliminar
  7. não és tu que és lindo! A sentença, pá, a sentença.

    presunçoso

    ResponderEliminar
  8. Vamos lá a ver às sentenças de quem é que chamas lindas, hein.

    ResponderEliminar
  9. Suspeito que a Anita seja uma daquelas menina queques que se excita com palavroes. sugestao Pingo Doce- Pegar no livro de craveira da coleccao Anita adequado a situacao, convidar a aNITA PARA uma ida a praia, deixar estrategicamente a miuda de bom porte atletico no parque de estacionamento a fazer dinheiro a arrumar carros esquecer os calcoes suplentes, levar a Anita a conhecer a praia sob a perspectiva das dunas, dar lhe uma bengalada de oculos escuros debaixo de um chapeu de sol e no final dar a cartada final e colmatar brincadeira com uma agua e uma raquetada ao por do sol

    ResponderEliminar
  10. Ouve lá, pá, conheces-me de algum lado, tu? queques só dos integrais, ãh? vamos lá ver. ah sim, e excito-me com palavrões, claro. frígida seria....

    ResponderEliminar
  11. Cara Anita, pas e vassouradas ios é coisa demode, para varrer o po para debaixo dos moveis, o que nao é o caso suponho...ate porque agora existe o wet jet swiffer...depois porrada para mim, so fisica e numa tina de lama....com o Mak a ver e a aplaudir claro esta!

    ResponderEliminar
  12. Olha Mak, depois dessa descrição da tua chegada à praia, devo dizer-se que a tua sorte é já levares a miúda de casa...

    ResponderEliminar
  13. Jibóia, defensora da coroa, brincava. :D

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.