16.8.10

A problemática dos Relações Públicas do Verão

Está aí o Verão. E, por entre fatos de banho, caipirinhas, metade de Portugal a arder e bronzes que oscilam entre o Golden Brown e um Black Coal, há uma raça que prolifera com o calor. São os Relações Públicas do Verão, Errepês da noite de férias, que vão desde anfitriões em cobiçadas casas de Vilamoura, Albufeira e afins, até ao ilustre mestre de cerimónias na Choupana do Barraco da Areia Molhada ou da Disco “Crazy Minds Feel Alright of the Nights” em Vila Nova das Berças.

Diz a doutrina que, para se ser Errepê das noites de Verão, existem alguns princípios básicos que devem ser cumpridos:

- Ter um nome próprio fácil, curto, a pender para o idiota e que seja facilmente retido na cabeça de qualquer troll que frequente o espaço (e do qual nem o próprio se esqueça). Exemplos não polifónicos: Tó, Né, Ná, Mi, Ri, Dé. Exemplos polifónicos: Becas, Necas, Tucha, Gigi, Juju.

- Ter um apelido composto, para as pessoas terem a ideia que a acumulação de nomes confere prestígio. Se o primeiro nome for deveras original, esta última fase pode ou não ser trocado por apenas um apelido curioso. Exemplo composto: Ju Aguiar de Mota H. De Avillez. Exemplo short: Necas Wellenmarchenfunken.

- Ter um gosto excessivo por sorrir na presença de qualquer pessoa, animal, objecto ou arma nuclear, desde que haja uma máquina fotográfica na área. Fazer um implante de sorriso, se tal for preciso.

- Ter que ser obscuramente conhecido por ter feito outra coisa qualquer, que ninguém já se lembra bem o quê. Algo que dê origem a frases como “Ah, o Micas Lopes Teixeira de Vaz, que é Errepê no “Qlub What Da Funk”? Acho que antes fazia não sei quê na área da comunicação, com o outro gajo da televisão”. Ou então, “Ah, a Ná Britolini? Era casada com aquele tipo que jogou no Benfica e depois foi para o coiso no estrangeiro, quando aquele sócio era seleccionador”.

- Ter a capacidade de hibernar ou migrar, quando começa a fazer frio. Poucos são os Errepês de Verão que sobrevivem mediaticamente ao Inverno. Os mais populares, conseguem abrigo em portos da noite que duram o ano todo. Os que lutam, literalmente, por um lugar ao sol têm que hibernar no Inverno.

- Saber dizer de cor os nomes de todas as redacções de revistas cor-de-rosa, fucchia, salmão e afins, das principais até às que acedam a publicar um rodapé com a notícia “Noites de House e Bisca Lambida no Katrefada Bar”. Ou, pelo menos, dizer que se conhece todo o jornalista e fotógrafo do ramo.

Certamente que existem outros, mas enquanto criatura da noite, não me posso arriscar a expô-los, sob o risco de em Setembro não me deixarem entrar na “Au Revoir Summer Party” do Zen Povinho Lollipop Lounge. Arrisquem vocês, se quiserem.

10 comentários:

  1. Toda a gente sabe que a roupa também importa neste ramo.

    Os érrepês têm de vestir de branco, para realçar e mostrar o bronze e condizer com o tom do sorriso. É aconselhável o vestido curto para elas, para eles de camisa de linho aberta.

    ResponderEliminar
  2. Faltaram as competências linguísticas dos errepês:"vai ser top, vai ser grande festão, nem vai ser bom". Quando ouço estas promoções, fujo!
    Ah! E os amigalhaços dos errepês (os que parecem cópias quase exactas que os substituirão no futuro, mas que entretanto socializam à custa da entidade patronal)?
    BT

    ResponderEliminar
  3. Enerva-me saber que qualquer Pixa Tixa Nixa Catixa hoje em dia pode ser RP sem formação para tal.
    Dormiram com as pessoas certas que estavam num momento errado,parece-me.

    ResponderEliminar
  4. E, no caso das RPs, ter posado para uma qualquer revista de gajas nuas, of cross.

    ResponderEliminar
  5. Isso minha gente, façamos um compêndio, que depois lançarei numa "Bashing Party", no Bisou Vous êtes Fous Café Trendy Bar.

    ResponderEliminar
  6. A mim parece-me que andas extremamente bem informado ;)
    Será conviver para criticar ou andas numa de ir ao circo ?!

    ResponderEliminar
  7. Amo o seu blog! Amo voçê Maki!
    Não falte à Big Wihte Náite já no próximo dia 4 de Setembro no Cascais Sand Roundabout Beach Party Lounge Klub!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.