22.7.10

Post cem palavras

Fazendo
Cálculos
Mentais
Pouco
Mais
Tinha
Para
Dizer
Com
Piada
Talvez
Por
Isso
Decidi
Dar
Asas
À
Minha
Capacidade
E
Reinventar
Cada
Palavra
investindo
nos
Meus
Sentidos
Figurados
Nem
Tanto
Com
Os
Vossos
Embora
Aposte
Que
Estão
Sentados
Desculpem
Foi
Impossível
Resistir
Desta
Vez
Foi
Reflexo
Do
Gracejo
Idiota
Característica
Inata
No
Artista
Ou
Autista
Se
Preferirem
Embora
Seja
Hospitaleiro
Ao
Ponto
De
Vos
Abrir
Parte
Do
Mundo
Em
Que
Vivo
Saudando
Com
Aceno
Simpático
Abracinho
Fofo
Mas
Másculo
Todos
Aqueles
Dispostos
A
Aturar
Uma
Demência
Inusitada
Tentei
Não
Me
Repetir
Haverá
Certamente
Alguém
Picuínhas
Satisfeito
Por
Lixar
O
Esquema.

12 comentários:

  1. Melhor que isto só o post anoréctico.

    ResponderEliminar
  2. Ganhou peso e ficou assim ;)

    ResponderEliminar
  3. Olha que isto está bonzinho! Digo mais, está jeitoso! Tens jeito! :P

    ResponderEliminar
  4. Pois é verdade! Há muito tempo que não via um post tão inovador... desde o post anoréctico! Não sofres do meu problema de passar a ideia quando passa o momento...

    ResponderEliminar
  5. Raios me partam... São mesmo 100 palavras!! :p (dar-me ao trabalho de contar, só pode ser mau indício psicológico...) Bjitos :)

    ResponderEliminar
  6. MAK... o disparate ja foi emendado! ;)

    ResponderEliminar
  7. Só te digo que essa coisa que andas a fumar deve ser muito boa...

    ResponderEliminar
  8. Os abracinhos fofos mas máculos (tipo machista-gay... tão tão tãooo machista que gosta é de homens) são do melhor. Não os dispenso no meu dia-a-dia. É um vício de anos. Enfim...

    ResponderEliminar
  9. Só para te chatear, começo a duvidar da tua masculinidade. Beijinhos fofinhos é de puto.

    ResponderEliminar
  10. *alusão ao Carlinhos*

    *pelo menos acho que se chamava Carlinhos*

    ResponderEliminar
  11. Neste carrinho de supermercado cabe muita coisa :p

    ResponderEliminar
  12. Estou a ver que a maior ainda não descobriu o significado escondido deste post...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.