28.7.10

Ai que o rapaz é tão sensível

Pronto, na sequência do post anterior, resta-me então eleger 28 de Julho como o Dia da Sensibilidade, pelo menos da minha.

Em honra disso, visto não ter encontrado um vídeo com esta música e gatinhos a saltar ou crianças a brincar na relva, serve esta peça de orquestra ao vivo.

E, se não choram depois de ver isto é porque na vossa vida nunca viram o Barnes a disparar sobre o Elias.

Ah, e porque estão mortos por dentro.

7 comentários:

  1. E vão decretar este dia como feriado nacional? Se tiver uma cunha na Assembleia da Republica a coisa faz-se. Eu voto pelo referendo.

    ResponderEliminar
  2. Ehh lá...Se isto por cá começa a ganhar estes contornos ou me cuido ou ainda me apaixono pelo mau da fita!
    Faz-se de arca frigorífica mas no fundo, bem lá no fundo, o Mak deve ser uma manteiguinha... :D

    ResponderEliminar
  3. Efectivamente... é bonito... :')

    ResponderEliminar
  4. Porra, eles nestes videos onde percorrem a orquestra, nunca filmam o grupo dos gajos que tossem.

    agora vou ali secar as lagrimas pro meu estaminé, longe.

    ResponderEliminar
  5. Começo a ficar preocupada contigo? A lemechice é daquelas doenças que se apanham por aí pela blogosfera?

    ResponderEliminar
  6. Ah finalmente dás-nos boa música! ;-)

    ResponderEliminar
  7. E nunca o Oliver Stone voltou a filmar de forma tão sóbria. Apeteceu-me rever o filme.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.